Sobre mudanças…

“Tenho sempre presente que a renovação é uma condição de vida. Nunca me satisfaz o que faço. Ainda sou um homem a caminho.”

Quando li a frase acima, do artista expressionista Iberê Camargo, me identifiquei na mesma hora. Sou o tipo de pessoa que quase nunca está 100% satisfeita com as coisas – principalmente com as que eu mesma faç0 – e não acho que isso seja motivo de orgulho. No entanto, sei que é essa característica que me faz estar sempre em busca de novos desafios e planejando a próxima mudança – esses, na verdade, são alguns dos meus combustíveis.

Mas existem mudanças e desafios que me assustam: aqueles que não planejamos, nem sequer queremos. Que nos pegam de surpresa, e de uma maneira ruim. São os pensamentos e sentimentos que mudam em o que parece ser uma fração de segundo; a sensação de que as vontades e sonhos apenas se acumulam; e, principalmente, as amizades que definham e o amor que, às vezes, simplesmente desaparece, assim, sem mais nem menos.

E o que me assusta realmente não são as mudanças em si ou o desafio de encará-las. Mas sim a lógica que, às vezes, simplesmente inexiste em cada uma delas. Quantas vezes eu vasculhei meu passado e me deparei com ideias e sentimentos bons que nunca pensei que fossem mudar (ou que nem lembrava mais ter tido…)? Ou vi fotos e recados de pessoas que pensei que jamais sairiam da minha vida? E, então, eu me pego pensando em como tudo isso simplesmente mudou. Ou melhor, QUANDO e POR QUE tudo isso mudou? Apesar de já não fazer mais diferença, não deixo de ficar intrigada…

A verdade é que refletir sobre o assunto me trouxe mais dúvidas, mas uma conclusão:  o que realmente me angustia não são as coisas que se transformaram e, sim, tudo o que ainda está por se transformar. Será que ainda vou viver muitas desilusões, “desamizades” e desamores? O jeito é pensar em tudo aquilo que muda para melhor.

Advertisements

7 Comments

Filed under Comportamento

7 responses to “Sobre mudanças…

  1. Nossa… Que profundo, Ná!!!

    Esse post me trouxe mais reflexões do que algo pra comentar… Eu tenho um problema: acho que tudo é pra sempre… E qdo acaba ou muda, ou qdo começo a sentir que isso vai acontecer, eu me decepciono.
    Sei lá, é td mto confuso e complexo… Eu sempre quero uma mudança, mas nem sempre fico feliz qdo ela vem.

    Beijos!!!

    • Ká, eu também achava que as coisas eram pra sempre e aprendi que não são. Agora, eu sofro do mal oposto: acho que tudo que é bom vai acabar uma hora – e talvez seja verdade, mas é um pouco de pessimismo da minha parte. A parte boa é que eu sei que posso superar qualquer coisa que fuja do plano, mesmo que seja difícil ;)

  2. Quanta reflexão.. Acho que normalmente é assim, quanto mais pensamos, mais e mais caminhos podemos “tomar”, e mais dúvidas se formam. Com certeza haverá mais desamores, desamisades e desilusões, como você falou, mas é bom lembrar que tudo tem um lado bom, depende de você saber enxergar.

    Beijos

  3. Muitas vezes as mudanças acontecem e a gente não quer enxergá-las, na verdade. Aprendi isso esse ano :) As coisas mudam MUITO todos os dias, mas EM PARTES (acho um ponto de vista válido), a gente acaba encarando como algo “normal”, e só percebe as proporções que isso tomou quando já é tarde demais. Porque às vezes vivemos uma rotina, e quando algo diferente acontece (seja bom ou ruim), apenas encaramos como: “coisas inesperadas da vida”. E quando a coisa continua, às vezes só percebemos depois…mas isso tem muita ligação com a personalidade das pessoas. Tem gente que, como você, tem ânsia pelo novo. E tem gente que não, então cada uma encara e enxerga essas modificações inevitáveis de sentimento/comportamento de uma maneira.

    Acho que a resposta é: tudo vai mudar. Vai depender de como/por quê/quando as coisas mudam, e como você está no momento em que elas mudam. Fundamental para determinar se uma amizade/amor/rotina/trabalho vai continuar significando a mesma coisa para você ;)

    BEIJOS, NANÁ!!!!

  4. Oi Nádia!
    Em primeiro lugar, obrigada pela visita ao meu blog :)
    Adorei seu post… eu sou meio acomodada com as coisas, por isso quando mudam, me assusto um pouco. Mas o negócio é lidar com elas e bola pra frente ;)
    Beijos,
    Sora – Meu Jardim de Livros

  5. A verdade é que não da para coontrolar tudo, pois nossos planos nunca dão 100% certo
    E quanto a voce não se agradar com as coisas que voce faz, tem um lado bom e outro ruim
    O bom é que voce sempre vai buscar o melhor
    E o ruim é SEMPRE achar que nunca esta bom o suficiente. cuidado com isso

    Beijos

  6. Mudanças. Eu realmente tenho medo delas justamente pela maioria chegar ser avisar. Minhas amizades mudam de uma hora para outra. Num dia considero aquela pessoa super confiável e no outro, não gosto de ter sua companhia perto de mim. Não sou daquelas que sofrem de paixão (um amor rápido), mas amo. E acredito que este seja meu problema. Amo por tempo demais. Talvez isso seja bom, mas mais para frente. Quando estiver casada…
    Agora deveria ter uma mudança. Queria me desapegar à pessoas que não deveria amar.
    Adorei a reflexão! Aliás, me deixou pensando, muito, por sinal…

    Beijinhos,
    http://www.primeiro-livro.com

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s