Ame o que é seu

Ellen Dempsey perdeu a mãe aos 13 anos e precisou batalhar bastante para chegar a algum lugar. No entanto, a vida lhe foi generosa anos depois e, perto dos 30, a fotógrafa vive um casamento perfeito com Andy Graham, mora bem em Nova Iorque, é apaixonada pelo trabalho e tem uma fiel melhor amiga – a Margot que, não por acaso, é irmã de Andy. Ou seja, Ellen tem o que grande parte das mulheres da sua idade poderiam desejar e valoriza cada detalhe de sua, agora, boa vida. Até o dia em que reencontra Leo, seu ex-namorado, casualmente, após 8 anos sem vê-lo.

O encontro teria sido apenas uma obra sem importância do destino, se o final do relacionamento com Leo não fosse um assunto mal-resolvido para Ellen. No entanto, a fotógrafa não sabia – ou preferia fingir que não sabia – que guardava tantas mágoas do ex . Por conta disso, logo, o reencontro, a princípio inocente, traz à tona sentimentos reprimidos e lembranças que, na verdade, ela jamais deixou para trás. O misto de medo, orgulho e, quem sabe, amor faz com que Ellen deixe que Leo retorne à sua vida. E, então, a crise está instalada e a fotógrafa precisa se decidir entre se aventurar com o ex-namorado ou continuar sua vida perfeita com atual marido, Andy.

********************

CUIDADO, CONTÉM SPOILER!

Eu estava simplesmente amando o livro e me identificando com cada momento vivido pela Ellen. Já passei por situação parecida e tudo me pareceu extremamente real: a culpa pela dúvida, o medo do arrependimento, a paixão incontrolável… Até que cheguei às 10 últimas páginas, quando percebi que ela não voltaria para o Leo e seguiria sua vida com o Andy. O problema todo é que Emily Giffin passa o livro inteiro criando uma imagem não muito agradável de Andy e dos Graham. Já Leo, embora também tenha seus defeitos, é quem parece fazer com que Ellen seja e, mais importante, se sinta ela mesma.

Naquelas páginas finais, ela muda de ideia repentinamente e, na minha opinião, justamente pelas razões que evitou levar em consideração durante toda a história. Por isso, devo dizer que Ame o que é seu foi uma grande decepção. Quando comecei a lê-lo, achei que o título remetesse a uma descoberta pessoal e, acima de tudo, sincera – mesmo o título original sendo “ame aquele que está com você”, em tradução livre. No final, fiquei com a sensação de que Ellen optou pelo caminho mais fácil e ainda foi desonesta – com Andy, Leo e, principalmente, com ela mesma.

PRONTO, ACABOU O SPOILER!

********************

Mesmo não tendo a história mais original do mundo, Ame o que é seu é envolvente e realmente prende a atenção – dá vontade de ler numa tacada só. O livro inteiro gira em torno do dilema de Ellen e, embora isso possa parecer cansativo, é aí que está o super ponto positivo da obra: sã0 312 páginas de uma combinação perfeita entre reflexões, romance e tensão. As personagens foram muito bem construídas pela autora, o que dá ainda mais veracidade à história, enquanto as cenas em que ela narra os encontros entre Ellen e Leo são simplesmente perfeitas – as sensações chegam a ser reais.

Embora o final não tenha sido o que eu esperava, a lição que Ame o que é seu me deixou foi que devemos nos apegar àquilo que é verdadeiramente nosso. Por isso, antes de dizer que amamos, precisamos nos conhecer de verdade para, então, descobrir do que realmente gostamos. Com sinceridade, sem medos, frescuras ou censuras – afinal, existe algo mais nosso do que isso?

Título original: Love the one you’re with
Autora: Emily Giffin
Ano: 2010
Páginas: 312
Tempo de leitura: 6 dias
Avaliação: 3 estrelas

Mais Emily Giffin:

O Noivo da Minha Melhor Amiga
Something Blue 

Mais livros aqui!

Advertisements

13 Comments

Filed under Livros

13 responses to “Ame o que é seu

  1. Rodolfo

    Ei, bem fiquei interessado pelo titulo. e pela sinopse, porem o final é esperado, 90% das pessoas preferem ficar em suas vidas seguras ao invez de jogar tudo pro ceu. quem nao tem teto de vidro q atire a primeira pedra ^^

  2. Hmm, não sei o que acho desse livro. Também já vivi uma situação parecida, mas cada situação é única. O livro parecia um pouco auto ajuda, então acabou não me interessando, e como eu li os spoilers, não aumentou em nada a vontade de ler.

    Beijinhos

  3. Não gostei muito desse livro.
    Eu fiquei com raiva da Ellen e queria dar uns tapas nela quase o livro inteiro. O final tbm achei decepcionante.
    Bjo

  4. Pingback: O Noivo da Minha Melhor Amiga | Sweet Talk

  5. Nunca li nenhum livro da autora mas parecem ser super bons né? Eu quero esse e o noivo da minha melhor amiga com certeza.

    Bjs

  6. Oi Ná!!!
    O enredo parece ser legal… Mas eu li o spoiler e não gostei do final… Já consigo imaginar as cenas dela com o Leo, e vc se apaixonando pelo Leo e no final… BANG! Banana pra vc…
    Até gostaria de ler, mas vc sabe como esta a minha lista, neh?! rsrsrsrs

    Beijos!!!

    • nem me fala, ainda estou tentando superar hahaha eu acho que vale a leitura porque a narrativa é muito boa. Mas eu não consigo ler livro que já sei o final e, principalmente, se for ruim. De qualquer forma, eu amei até a página 300 haha

  7. Pingback: Livros lidos: agosto | Sweet Talk

  8. Pingback: Box: traições | Sweet Talk

  9. Pingback: Something Blue | Sweet Talk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s