Cabeça de Vento

Emerson Watts é uma adolescente normal: não é extraordinariamente bonita, nem feia demais; é super inteligente e tira notas boas; tem um lado revoltado e até revolucionário; e seu passatempo preferido é jogar JourneyQuest com seu melhor amigo – e paixão secreta – Christopher Maloney. Isso tudo até o dia em que ela é obrigada a acompanhar a irmã mais nova, Frida, em um evento na Stark , poderosa rede de lojas odiada por ela e Christopher, e é vítima de um grave acidente.

Quando recobra a consciência, Em descobre que seu corpo não tem mais vida, mas seu cérebro, sim. E sua nova “embalagem” é de ninguém menos que Nikki Howard, top model e principal rosto da Stark. Como se isso tudo já não fosse complicado o suficiente, o transplante de cérebro é praticamente um segredo de estado e obriga Em a viver a vida de Nikki, se afastando de tudo o que mais gosta: de sua família, dos estudos e, principalmente, de Christopher – que nem imagina que a melhor amiga está viva. Além disso, a agenda lotada da top model toma conta da vida até então normal de Em e, de quebra, ela descobre que a dona original do seu corpo tem muitos inimigos por aí e fez coisas que Em jamais faria.

Sim, a história de Cabeça de Vento é completamente fantasiosa – pelo menos até onde constam meus registros. Mas isso não quer dizer que é ruim, apenas significa que você precisa estar de mente aberta para se deixar envolver. A narrativa é bem dinâmica, o que torna a leitura fácil e rápida. Apesar de estar “presa” no corpo de uma super modelo com poucos amigos, Em é uma adolescente como outra qualquer. Por isso, é fácil se identificar com os sentimentos e preocupações da protagonista.

Em Cabeça de Vento, Meg Cabot exercita mais uma vez sua imaginação hiperativa e explora muito bem o suspense. A princípio, gostei do livro, mas ele ficou bem longe de ser um dos que eu indicaria a leitura. No entanto, depois de ler Sendo Nikki (a segunda parte da série, mais detalhes em breve), entendi que Cabeça de Vento é mais ou menos como uma (grande) introdução do livro dois, que é o que traz as emoções e tensões, além de parte da verdadeira história por trás do transplante de cérebro. E, então, agora eu posso dizer que vale a pena ler Cabeça de Vento porque Sendo Nikki é o clímax perfeito.

Nota de rodapé: vou confessar que não gosto muito da ideia de colocar uma pessoa de verdade na capa. Embora a minha Em/Nikki não tenha a mesma cara da garota que estampa o livro, acho que acaba influenciando.

Título original: Airhead
Série: Cabeça de Vento
Livros seguintes: Sendo Nikki e Runaway
Autora: Meg Cabot
Ano: 2010
Páginas: 320
Tempo de leitura: 1 semana
Avaliação: 3 estrelas

Mais Meg Cabot: 

Insaciável
Sendo Nikki
Liberte Meu Coração 

Mais livros aqui!

Advertisements

9 Comments

Filed under Livros

9 responses to “Cabeça de Vento

  1. “Meg Cabot exercita mais uma vez sua imaginação hiperativa”! Não li o livro ainda, mas imagino que seja mais ou menos isso mesmo. Afinal, que outra pessoa “normal” criaria tantas histórias diferentes e que atraem tanta variedade de público?
    Sou fã da Meg, e quero ler essa série ;)

    Beijinhos
    Conjunto da Obra

  2. Vou ser sincera… Soh li esse pq ganhamos o Sendo Nikki, senao jamais teria pego nele. Nao gostei e peguei birra da protagonista. Mas como vc disse, Sendo Nikki mudou tudo!!! Mas isso é papo pra outra resenha!!!

    Beijos!!!
    Quer publicar essa resenha no Walking in Bookland???

  3. É? hahaha Aquele dia que você me entregou as paletas, né? Tô ficando louca ou a sua memória que tá muito boa, hahaha!

    Mas, então, quero publicar sim =D

  4. Pingback: Sendo Nikki | Sweet Talk

  5. Pingback: Insaciável | Sweet Talk

  6. Pingback: Liberte Meu Coração | Sweet Talk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s